Uma adaptação da escuta clínica: a ferramenta da empatia como modificação técnica chave para a Clínica contemporânea

Bartholomeu de Aguiar Vieira, Daniel Kupermann

Resumo


Este trabalho é o primeiro resultado da pesquisa que tem por objetivo expor como a noção de empatia modifica a teoria da técnica psicanalítica. Nesta produção, recorremos aos comentários de Freud sobre a teoria da técnica para nelas expor a presença de uma concepção da empatia e seus usos. A partir daí, procuramos mostrar como o autor tanto abre uma perspectiva clínica como também restringe seu escopo. A demonstração dessa afirmação é feita através do elemento da contratransferência. Ao longo do texto, exploramos como a hipótese de uma herança freudiana a respeito da empatia foi sendo aproveitada por Ferenczi. Finalmente, ao fazermos uma investigação pelas vias da reflexão histórico-teórica, pudemos concluir, deste percurso preambular, como a adoção da empatia enquanto uma ferramenta dentro da clínica pode levar à apropriação, pelo psicanalista, de uma forma de sensibilidade particular em sua escuta.

Palavras-chave


empatia; escuta psicanalítica; transferência

Texto completo:

PDF

Referências


COELHO JUNIOR, N. E. Ferenczi e a experiência da Einfühlung. Ágora, Rio de Janeiro, p.73-85, 2004.

COELHO JUNIOR, N. E.; Figueiredo, L. C. Figuras da intersubjetividade na constituição subjetiva: dimensões da alteridade In: ____. Dimensões da intersubjetividade. São Paulo: Escuta, 2012.

FALZEDER, E.; BRABANT, E.; GIAMPIERI, P. Sigmund Freud & Sándor Ferenczi: correspondência (1908-1911). Rio de Janeiro: Imago, 1994.

FÉDIDA, P. Modalidades de comunicação na transferência e momento críticos da contratransferência. In: FÉDIDA, P.; BERLINER, C. Comunicação e representação: novas semiologias em psicopatologia. São Paulo: Escuta, 1989.

FERENCZI, S. (1909). Transferência e introjeção. In: ____. Obras Completas. Psicanálise I. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

______. (1919a). Dificuldades técnicas de uma análise de histeria. In: ____. Obras Completas. Psicanálise III. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

______. (1919b). A técnica psicanalítica. In: ____. Obras Completas. Psicanálise II. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

______. (1928) Elasticidade na técnica psicanalítica. In: ____. Obras Completas. Psicanálise IV. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

______. (1932). Diário clínico. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

FREUD, S.; BREUER, J. (1893-1895). Estudos sobre a histeria. In: FREUD, S. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v.II.

FREUD, S. (1910a). Psicanálise Selvagem. In: ____. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v.XI.

FREUD, S. (1910b). As perspectivas futuras da terapêutica psicanalítica. In: ____. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v.XI .

______. (1912a). Recomendações aos médicos que exercem a psicanálise. In: ____. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v.XII.

______. (1912b). A Dinâmica da Transferência. In: ____. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v.XI.

______. (1913a). Observações sobre o amor transferencial. In: ____. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v.XII.

______. (1913b). Sobre o início do tratamento (Novas recomendações sobre a técnica da psicanálise I). In: ____. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v. XII.

______. (1921). Psicologia das massas e análise do ego. In: ____. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v.XVIII.

______. (1925). Prefácio a Juventude desorientada, de Aichhorn. In: ____. Edição Standard das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 2006. v.XIX.

KLAUTAU, P.; COELHO JUNIOR, N. E. Algumas considerações sobre o uso da empatia em casos e situações limite. Psicologia Clínica, v.21, n.2, p.301-314, 2009.

______. On psychic reality and neutrality: empathy and the work of construction in countertransference. International Forum of Psychoanalysis, p.142-148, 2013.

KUPERMANN, D. Ousar rir: humor, criação e psicanálise. São Paulo: Civilização Brasileira, 2003.

______. Presença sensível: cuidado e criação na clínica psicanalítica. São Paulo: Civilização Brasileira, 2008.

MAIA, M. S. Nos bastidores da clínica: considerações sobre comunicação não-verbal. Boletim de novidades Pulsional, São Paulo, n.VIII, v.77, 1995.

PIGMAN, G. W. Freud and the history of empathy. The international Journal of psychoanalysis, 1995.

PINHEIRO, T. Ferenczi: do grito à palavra. Rio de Janeiro: Zahar, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Cadernos de Psicanálise - SPCRJ

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.